Assassinato de travestis, luta antimanicomial e feminismos

Date: 10 de março de 2018
Time: 15:00  to  18:00
No dia 10 de março, sábado, recebemos os lançamentos de “Por uma escrita dos restos: o encontro entre a psicologia e o assassinato de travestis”, de Beatriz Adura Martins e “Luta antimanicomial e feminismos: discussões de gênero, raça e classe para a reforma psiquiátrica brasileira”, organizado por Melissa de Oliveira Pereira e Rachel Gouveia Passos.

Na ocasião, as três autoras fazem um bate papo sobre feminismos e luta antimanicomial e os encontros entre psicologia e assassinatos de travestis.

+ “Por uma escrita dos restos: o encontro entre a psicologia e o assassinato de travestis”, de Beatriz Adura Martins, trata do assassinato de travestis nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro a partir de recortes de jornais, a principal fonte de contabilização de mortes da população chamada LGBT no país.

+ “Luta antimanicomial e feminismos: discussões de gênero, raça e classe pra a reforma psiquiátrica brasileira”, organizado por Melissa de Oliveira Pereira e Rachel Gouveia Passos, aborda questões de gênero – numa leitura dos feminismos interseccionais – e saúde mental – na perspectiva da reforma psiquiátrica.

+ Beatriz Adura Martins é militante antimanicomial, psicóloga e professora de psicologia.

+Melissa Oliveira Pereira é doutoranda em saúde pública na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca da Fiocruz.

+ Rachel Gouveia Passos é professora curso de Serviço Social na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

A entrada é gratuita.

Clique aqui para ver o evento no Facebook.

 

CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn