Curso: o Brasil de Glauber

Date: 11 de dezembro de 2017
Time: 19:30  to  21:30

4 encontros com Paulo Yasha
de 27 de novembro a 18 de dezembro
segunda-feira, das 19h30 às 21h30
investimento total: R$ 140
aula avulsa: R$ 40

 

A proposta do curso é apresentar um panorama da trajetória cinematográfica de Glauber Rocha desde o primeiro curta, “O Pátio” (1959) até o último longa de sua carreira, “A Idade da Terra” (1980). A partir da apresentação dos filmes, lidos em seus respectivos contextos político-culturais, o curso abordará a singularidade do cineasta baiano e diversos aspectos que permanecem e se modificam durante seu percurso como um dos principais artistas do cinema mundial na segunda metade do século XX.

CRONOGRAMA DE AULAS

27/11 | O PERÍODO BAIANO
O período de formação do cineasta na Bahia é o tema central deste encontro. Serão destacados os aspectos centrais dessa formação, que se refletirão em toda a sua trajetória. A análise dos filmes “O Páteo” e “Barravento”, ambos de 1962, será situada na conjuntura estético-política do período em que foram desenvolvidos.

04/12 | CINEMA NOVO
Esta aula se concentrará em “Deus e o Diabo na Terra do Sol (1965)”, analisando seu contexto político e estético, com ênfase na experiência do Cinema Novo. Serão analisados elementos formais do filme, relacionando com referências cinematográficas e culturais do cineasta, tais como Eisenstein, o neo-realismo italiano, Guimarães Rosa e Bertold Brecht.

11/12 | GLAUBER E O GOLPE DE 1964
Esta aula abordará o período da segunda metade da década de 60, momento profícuo do cineasta, quando realiza “Terra em Transe” (1967) e “O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro” (1969). As interpretações sugeridas para ambos os filmes focarão em situá-los no contexto cultural e político do período. Também serão exibidos trechos de “Amazonas, Amazonas” e “Maranhão 66”, filmes de 1966 que foram importantes para a elaboração de “Terra em Transe”.

18/12 | A IDADE DA CRISE
A última aula se debruaçará na produção de Glauber durante a década de 1970, período em que o cineasta permaneceu exilado grande parte do tempo. Serão exibidos trechos de filmes que atestam o momento de inflexão do cineasta, no período de radicalização da sua forma estética, pouco compreendido pelo público e a crítica. Serão abordados alguns aspectos desta radicalização em “Cabeças Cortadas” (1970), “O Leão de 7 Cabeças” (1971), “Câncer” (1968-1972), “História do Brasil” (1973), “Claro” (1975), “Di-Glauber” (1977), “Jorjamado no Cinema” (1978) e “Idade da Terra” (1980).

Investimento: R$ 140.
Aula avulsa: R$ 40.

Inscriçõeshttps://goo.gl/forms/tstukH7DkSA9Zq3W2

Sobre o professor:
Paulo Yasha Guedes da Fonseca, graduado em Filosofia, obteve o título de mestre em Filosofia no final de 2015, apresentando sua dissertação na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da Universidade de São Paulo (USP), com o título “O Problema da Temporalidade em Câncer de Glauber Rocha”. Cursou bacharelado em Cinema pela FAAP nos anos 90, nas décadas de 90 e 2000 realizou curtas e vídeos autorais, documentários institucionais e foi assistente de direção na série premiada de 10 documentários “Mesa Brasileira”, em coprodução TV Cultura e RTP (Portugal).

OBSERVAÇÕES: 
1. Vagas por ordem de inscrição.
2. Preenchimento do formulário não garante sua vaga; espere um e-mail de confirmação.
3. Pagamento feito no dia da primeira aula.

_evento no facebook

CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn