Como escrever um livro de maneira independente

Date:
Time: 19:00

É possível publicar um livro de maneira independente? Quais são os desafios para escritorxs independentes? Como é a vida de quem escolhe a literatura como forma de renda? Quais são as formas de financiamento?

Na quarta-feira, dia 29/05, a Taperá Taperá recebe um bate-bapo pra discutir essas questões e tantas outras. “Como escrever um Livro de maneira independente” contará com a presença de:

Alexandre Miguel Ribeiro: É escritor e morador de Diadema, possui 20 anos e já tem dois livros publicados. É também fundador da editora independente miudeza. Sua primeira publicação, o zine “Inflourescência”, feito de maneira artesanal, apresentou para o mundo os primeiros versos do jovem escritor . O romance “Reservado”, atual publicação, retrata um favelado escrevendo a própria história. Um Moleque favelado, reservado e da cor do talvez.

Jéssica Ferreira: versifica para não se decompor. Acredita nas palavras como canalizadoras de transformação, libertação e expurgação de tudo o que limita corpos negros no mundo, e particularmente, acredita na arte da mulher negra em ser poesia, tem 21 anos mas seu tempo é outro. É autora do livro de poesia “Pés na terra e cabeça na Lua”, através da Editora Nua, que atua de forma independente na divulgação e desenvolvimento para novo stalentos da literatura brasileira – com um olha rpara a representatividade negra, feminina, LGBTQ e de lugares de fala pouco publicados.

Daniel Lobo: Autor de seu primeiro livro de poemas intitulado de “Fé,Sánba,Avúa”, ele não se vê como poeta e sim como artista, se sentindo infinito. Compõem sambas, escreve textos e é amante do áudio visual. Mas por aonde passa, tenta representar seu quilombo e a vida do povo preto sem romantizar em nenhuma virgula. Tem 25 anos, é pai do Isaac e morador da Vila Varela e Vila Jau em Poá. Pesar da arte indigesta Daniel é puro amor. Não é poeta e sim poesia.

Zainne: Zainne Lima da Silva é do final de 94, filha de retirantes nordestinos, prosadora, poeta e bonequeira. Autora do livro Pequenas ficções de memória, da Editora Patuá. Possui textos na Antologia Jovem Afro e no Cadernos Negros 41, da Quilombhoje; em Raízes: vinte escritoras negras, da Editora Venas Abiertas; em Coisas que as mulheres escrevem, da Editora Desdêmona; em revistas acadêmicas de Letras, revistas e sites de literatura.

Página do evento no Facebook: clique aqui.