Filosofia Africana Contemporânea e o Bergson Pós-colonial

Date: 19 de agosto de 2019
Time: 19:00  to  22:00

No dia 19 de agosto a Tapera Taperá, a N-1 Edições e a Cultura e Barbárie Editora realizam o debate “Filosofia Africana Contemporânea e o Bergson Pós-colonial”, com o filósofo senegalês Souleymane Bachir Diagne, autor do livro “Bergson pós-colonial: o elã vital no pensamento de Léopold Sédar Senghor e Muhammad Iqbal”. O debate contará com a presença da Profª. Drª. Silene Torres Marques (UFSCar).

“Reflexão sobre o modo como Henri Bergson teria marcado filosoficamente os pensadores da descolonização, ou seja, versão mal disfarçada de uma leitura colonial sobre a projeção de pensamentos europeus no “resto do mundo”? Bem diferente disso, para uma leitura mais atenta, este ensaio, do filósofo senegalês Souleymane Bachir Diagne, mostra a apropriação ativa e transformadora da “revolução bergsoniana de 1889” nos contextos anticoloniais indiano e africano: a construção de uma filosofia da ijtihad como ação vital e criadora, em Muhammad Iqbal; e a construção de uma filosofia socialista africana para a qual o movimento de desalienação é ao mesmo tempo cósmico e político, movimento de repossessão e aumento da força vital, em Léopold Sédar Senghor.”

Souleymane Bachir Diagne nasceu em Saint-Louis no Senegal, em 1955. É doutor em filosofia e em matemática, tendo passado ao longo de sua formação pela Ecole Normale Supérieure e pela Université Panthéon-Sorbonne, ambas em Paris, França. Foi professor de filosofia na Université Cheick Anta Diop, Dakar-Senegal e leciona filosofia africana e francesa nos departamentos de Filosofia e de francês da Universidade de Columbia, em Nova York. É diretor do Instituto de Estudos Africanos, membro do Comitê Científico do Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais na África, membro do Comitê africano e malgache para o Ensino Superior e membro do Conselho do Futuro da UNESCO. Tem extensa obra que inclui estudos sobre a história da lógica e da matemática, sobre filosofias africanas e da tradição islâmica. Em 2004 compôs a lista da Nouvel Observateur dos 25 grandes pensadores do mundo. Em 2007 foi escolhido pela revista Jeune Afrique como uma das 100 personalidades que fazem a África. Em 2019 recebeu premiação da prestigiosa American Academy of Arts and Sciences em reconhecimento pela obra.

Diagne vem ao Brasil para participar do Estágio Intensivo Master Europhilosophie/UNILAB na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, Campus dos Malês, São Francisco do Conde Bahia. http://www.geofilosofia.unilab.edu.br/publicacoes-eventos/eventos/2019-2/estagiomastereurophilosophie-unilab/.

Evento do Facebook: Clique aqui