Acordo de Paris no Brasil: avanço ou retrocesso?

Date: 18 de novembro de 2017
Time: 11:00  to  13:00

Mesmo com a crise econômica que vivemos – que costuma causar redução das emissões de gases de efeito estufa devido à menor atividade industrial –, nos mantemos como o sétimo maior poluidor do mundo. Como o Brasil se posiciona nos acordos sobre mudanças climáticas? Como as cidades, setor privado e sociedade civil estão contribuindo na implementação das metas?

Para conversar sobre estas questões, a Tapera Taperá e o AMENDS (Instituto de Pesquisa em Meio Ambiente, Segurança Energética e Desenvolvimento Sustentável) convidam Karina Marzano, coordenadora de projetos no Programa Regional de Segurança Energética e Mudanças Climáticas na América Latina (EKLA) da Fundação Konrad Adenauer (KAS).

***

O Acordo de Paris é um acordo global para responder à ameaça das mudanças climáticas. Quase duzentos países o assinaram, comprometendo-se a implementar políticas de redução das emissões dos gases de efeito estufa e de desenvolvimento de capacidade para lidar com os impactos dessas mudanças. As metas deste Acordo estão incorporadas nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), agenda de desenvolvimento das Nações Unidas que deve ser implementada pelos países até o ano de 2030.
O Brasil se comprometeu com a redução das suas emissões em 37%, com o aumento da participação de energias renováveis na sua matriz energética, e com a restauração e reflorestamento de florestas.
No entanto, dados publicados recentemente pelo Sistema de Estimativas de Emissões de Gases de Efeito Estufa (Seeg) do Observatório do Clima, mostram que o Brasil aumentou suas emissões em 8,9% no ano passado, chegando ao seu maior nível desde 2008.

***

SOBRE

> KARINA MARZANO
Trabalha como coordenadora de projetos no Programa Regional de Segurança Energética e Mudanças Climáticas na América Latina (EKLA) da Fundação Konrad Adenauer (KAS). Advogada com mestrado em Direito e Integração Europeia pelo Instituto Europeu da Universidade de Saarland (Alemanha), atualmente está cursando um MBA em Relações Internacionais na Fundação Getulio Vargas.

> AMENDS
O Instituto de Pesquisa em Meio Ambiente, Segurança Energética e Desenvolvimento Sustentável (AMENDS) é uma organização brasileira sem fins lucrativos que tem como meta a promoção de pesquisa sobre questões ambientais, energéticas e sociais perante a sociedade civil nos âmbitos político e educacional, tanto nacional quanto internacionalmente. Para isto, o AMENDS atua através da publicação de relatórios, estudos, policy papers e intervenções educacionais e culturais.

 

_evento no facebook

CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn