Lançamentos: Marrocos e Mérida 90

Date: 29 de março de 2018
Time: 19:00  to  22:00
No dia 29 de março, a Tapera Taperá recebe as fotógrafas Gabriela Di Bella e Lívia Radwanski para conversar e levantar questões sobre os processos de realização de projetos documentários focados em moradias populares e ocupações em uma conversa com a urbanista e especialista no tema, Simone Gatti. Diferentes metrópoles, São Paulo e Cidade do México, um mesmo problema e uma mesma luta. Luta por moradia.
 
Habitação é um dos problemas mais antigos da humanidade e hoje ela é reflexo da crise que vivem os grandes centros urbanos em todo mundo. A fotografia é mais um elemento para tentar entender essa crise.

Lívia Radwanski é uma fotógrafa e videomaker brasileira que vive no México desde 2007. Com trabalhos expostos na Inglaterra, Espanha, França e Itália, Lívia apresenta amanhã o projeto Mérida 90, que conta a história dos habitantes do Edifício América e seu esforço para permanecer em um bairro que, em 2008, passou por um intenso processo de gentrificação.

Exposto no Museo de Arte Moderna em 2013, o livro Mérida 90 foi publicado em 2011 e foi um primeiros trabalhos no México a abordar a questão da gentrificação. Hoje ele é citado em inúmeros estudos acadêmicos no México, no Brasil e nos Estados Unidos.

Já o livro “Marrocos”, de Gabriela di Bella, foi vencedor do primeiro concurso de fotolivro organizado pela galeria DOC apresentado em 2017 no MIS – Museu da Imagem e do Som (SP), na 6ª edição da Foto Feira Cavalete.

As fotógrafas apresentam seus livros “Marrocos” – projeto do Gringo Coletivo premiado pelo edital DOC Galeria de fotolivro (2016) e “Mérida90” (2011) – publicado pela editorial Tumbona Edici.

Clique aqui para ver o evento no Facebook.

Saiba mais mais sobre a mediadora do evento, a arquiteta e urbanista Simone Gatti:

Simone Gatti é doutora pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (2015), especialista em Projetos Urbanos pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2008) e graduada pela Universidade Estadual de Londrina (2002). Trabalhou na coordenação de diversos planos e projetos urbanos, entre eles o Plano de Mobilidade do Centro Histórico de Paranaguá para o IPHAN e a Operação Urbana Eixo Tamanduatehy em Santo André. Prestou consultoria em habitação e gestão participativa para o Projeto Arco do Tietê da Prefeitura Municipal de São Paulo e para o Plano Diretor de Reabilitação do Centro Histórico de Manaus. Foi conselheira representante da sociedade civil no Conselho Gestor da ZEIS inserida no perímetro do projeto Nova Luz em São Paulo e atualmente representa o IABsp na Comissão Executiva da Operação Urbana Centro da PMSP. É autora do livro Espaços Públicos, Diagnóstico e Metodologia de Projeto e ministra o curso homônimo de capacitação para os municípios brasileiros, sob iniciativa do programa Soluções para Cidades, da ABCP. Publicou artigos e capítulos de livros sobre habitação e projetos urbanos no Brasil e no exterior. Foi professora PAE em História do Urbanismo na FAU USP (2009) e professora colaboradora da disciplina Renovação Urbana na mesma instituição (2016), professora convidada no curso de pós-graduação em Projetos Sustentáveis para Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário SENAC (2015) e atualmente leciona Planejamento Urbano no curso de Arquitetura e Urbanismo da UniABC-Anhanguera. É pós-doutoranda da FAU USP onde desenvolve pesquisa junto ao Ministério Público do Estado de São Paulo. Atua como pesquisadora do NAPPLAC (Núcleo de Apoio à Pesquisa, Produção e Linguagem do Ambiente Construído) e exerce pesquisa sobre políticas públicas, habitação, gestão participativa, espaços públicos e mobilidade.

(Fonte: Currículo Lattes)

CompartilharShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn